Criado mural virtual de vigilância agropecuária de Itapira

Foto feita em junho de 2010, durante treinamento de sanidade de suídeos. Técnicos do estado todo foram convocados. Zona rural na regional de Jaboticabal.

Com mais de 10 anos de experiência no serviço público de Defesa Agropecuária de São Paulo, João Marquezini está atuando na Unidade de Defesa Agropecuária de Itapira desde novembro de 2018.
O atendimento público oficial ocorre em horário comercial em dias úteis, na Casa da Agricultura de Itapira, sito a rua doutor Francisco de Paula Moreira Barbosa, 103, no bairro Santa Cruz, Itapira – SP, 13974-390. Todas as informações do serviço público estão disponíveis nos sítios oficiais:

Governo do Estado de São Paulo
www.sp.gov.br
Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo
www.agricultura.sp.gov.br
Defesa Agropecuária (serviço oficial de vigilância agropecuária)
www.defesa.agricultura.sp.gov.br

Em 2016 servidores públicos correspondiam a 12% dos trabalhadores do Brasil. Somente a título de curiosidade, países como Dinamarca e Noruega os servidores públicos representam mais de 35% dos trabalhadores. No Brasil os governantes estão optando por reduzir esse número, sob justificativa de redução orçamentária. Assim muitos serviços públicos estão ficando precarizados, em especial nos serviços que requer mão-de-obra especializado.
A própria UDA de Itapira terá dificuldades em manter constância de atendimento, com único servidor, devido às questões que circulam o dia-a-dia de qualquer trabalhador brasileiro. Com o agravante que o serviço de vigilância, assim como toda a Secretaria de Agricultura e Abastecimento – SAA possui atribuições e demandas externas.
O serviço rotineiro de vigilância em si, mantém sua constância e ideal eficiência por meio do dedicado corpo técnico do Escritório de Defesa Agropecuária – EDA de Mogi Mirim, dirigido pelo engenheiro agrônomo Rogério Marçal, assim como em todas as outras unidades da Defesa Agropecuária de São Paulo.
O mural pretende organizar algumas informações específicas do serviço de vigilância de Itapira. Uma iniciativa profissional independente e extraoficial está em construção. As informações serão acrescida e modificadas de acordo com a demanda de serviço. Por experiência, algumas questões já estão sendo providenciadas como informações gerais sobre risco sanitário, calendário de vacinações, doenças e pragas de interesse público, em especial as que oferecem riscos à saúde humana ou de grande peso econômico, modelos de documentos e dicas e sugestões de boas práticas sanitárias. Também deve ser publicado em breve orientação sobre documentos necessário para efetivação de cadastros no GEDAVE.

O objetivo prático é a utilização da plataforma como referências para informações gerais, auxilando em eventuais emergências sanitárias.
O trabalho de vigilância é prevenir situações emergenciais. Com a mesma responsabilidade em garantir ferramentas para atuação frente a possíveis emergências sanitárias e epidemiológicas.
A informação se mantém como principal arma contra situações delicadas. É preciso esclarecer que o serviço público não se realiza por si só. A oferta pelo Governo do Estado se limita a assessoria técnica, livre de qualquer viés comercial. Logo parte fundamental do sucesso é a colaboração e correta aplicação das boas práticas produtivas sugeridas pelos técnicos.
A Defesa Agropecuária é um órgão de atribuição para fiscalização, inspeção e auditorias de estabelecimentos rurais. O objetivo do serviço está em garantir mínima qualidade e sanidade da produção da alimentação que está no prato de itapirenses, paulistas, brasileiros e é exportada para diversos locais do globo.
As finalidades e atribuições do serviço de vigilância estadual de São Paulo são estabelecidos e regulamentados pelo Decreto N. 43.512, de 2 de outubro de 1998.
A vida funcional do vigilante agropecuário público de Itapira está disponível em marquezini.com/funcional
A iniciativa faz parte da reorganização da vida pública de João Marquezini (técnico em agropecuária e historiador), buscando por meios mais democráticos e seguros para livre expressão de saberes e informações.

JM 21-6-19

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s