Nossa Itapira

No segundo semestre de 2016 deu início o movimento popular Se a cidade fosse nossa: Itapira. Um grupo de mais de 30 profissionais de diversas áreas, em especial professores e estudantes universitários, que se reuniram para escrever o que se tornou um plano de governo popular para as eleições de 2016.
Em outubro lideranças do movimento passaram a escrever coluna no Jornal Tribuna de Itapira. Aderindo o movimento contra a PEC 241, que congelou por 20 anos o orçamento brasileiro. Agravando a crise em que nos encontramos.
Ainda em 2016, dezembro, Cristiano Florence, em nome do movimento #NossaItapira protocolou representação no Ministério Público contra reajuste de subsídios para  vereadores e outras cargos públicos. Ao longo destes anos outras representações foram protocoladas, sobre outros temas. Assim como pedidos de informações, como sobre recursos parados por mais de 2 anos na área da Saúde.
Em 2017 o movimento entrou em duas grandes questões. Não a taxa do lixo, quando a municipalidade buscava criar mais um imposto, frente a grande crise que vinha se alastrando. Os trabalhadores não devem pagar pela má administração pública de uns.

Outra frente de ação, foi pela Saúde. Foi realizado um levantamento muito elucidativo sobre a condição gerais no atendimento nas UBSs e no Hospital Municipal de Itapira. Assim foram apresentados possíveis formas para resolver problemas em todas as conferências de Saúde pela cidade.
Em 2018 a luta pela Educação foi destaque. O movimento esteve nas bases da criação do Cursinho Popular Transcender o conhecimento. Uma respostas dos estudantes e professores de Itapira frente ao corte de tal serviço pela prefeitura. O curso foi aberto com cerca de 140 alunos, com aulas aos sábados no ESO. Depois migrando para as dependências da FATEC de Itapira. Em 2019 a prefeitura retornou com o oferecimento do cursinho por vias oficiais.
O movimento quis apresentar um plano de preparo pré vestibular para a municipalidade, no começo de 2019, a partir de suas experiências. A prefeitura de Itapira ainda não respondeu nosso pedido para uma reunião.

Parte do movimento Se a cidade fosse nossa: Itapira, se preparando para as eleições de 2016.

JM 25-6-19

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s