Tupi

Y-ita-pirá 1.9

É preciso entender que nenhum vivente pode afirmar, empiricamente, sobre as corretas pronúncias e/ou traduções de palavras e conceitos que vagam pela História da Humanidade. Já é bastante complexo trabalhar com línguas vivas: basta assistir um filme estrangeiro legendado e depois dublado para notar como o uso das palavras podem mudar para contar uma mesma […]

Ytapirá

Y-ita-pirá

De fato somos filhos do inusitado. Conhecida no Mundo pelo pelo maior complexo de saúde mental da América Latina e também pelo refino de psicoativo, Itapira, tenta ser lembrada como: A Linda; pela sua real-oficial formosura geográfica.Nunca espere algo de um itapirense, anãoser reclamação de suas próprias origens. Nada é mais brasileiro do que o […]

Sobre 1820: contextualizando o local

“(…) o verde da relva, tão grato à vista, e os dos bosques, de coloração mais carregada. Ficamos a imaginar se esses capões de mato não são os restos da floresta que encontramos perto de Mogí-Mirim, e se a região não foi outrora coberta de árvores até São Paulo. (..) talvez, qualquer amante da natureza, […]


Chamo de cultura tupi ações e formas de expressão que normalmente são indicadas com os termos índio ou indígena. Termos europeus. A forma Tupi é a autodenominação mais abrangente possível dentro do universo cultural restantes das populações anteriores aos europeus e suas consequências.
A percepção dessa cultura que desejo transmitir por aqui, tem dois grande pilares:

Tupi Antigo

Na bacia do Rio Negro, Amazonas, a língua mais falada pelos nativos é o Nheengatu.


Grafismo Tupi

Cosmologia Tupi

I – Nhaderuvuçu, nossa Pai Verdadeiro, ultimo-ultimo primeiro

II – A força de ação Dele é chamado Oguera jera (…) como desabrochar de uma flor.

II – No plano Espiritual nascem os 3 Corações Grandes: Karai, Jakaira e Tupã. Esses Espíritos primários criaram e governam nosso mundo

A proposta passa por processos de análise. Uma pesquisa é realizada para buscar casos possíveis de comparações. As fontes são sempre algo das fontes portuguesas quinhentistas em contraposição às narrativas orais nativas encontradas em artigos antropológicos, históricos e de outras disciplinas das ciências humanas aplicadas. Lembrando em em muitas culturas as narrativas são similares, por vezes a mesma versão registrada pelos portugueses ainda se faz presente na sociedade tupi remanescente no Brasil. Registros sem o peso cientificista sobre o tema também são estudados.
Sempre considerando que toda cultura é viva. A percepção pode variar de indivíduo para indivíduo, a depender de seu refinamento. Aqui é tudo, grosso modo de dizer.


Lembrar que, quando os portugueses chegaram ao Brasil, já encontraram por aqui um teatro, uma pintura, uma dança, uma literatura oral, uma escultura em pedra, uma cerâmica - enfim, uma cultura que, juntamente com a negra e outras que vieram depois, não pode ser deixada de lado em qualquer reflexão que se faça sobre nosso povo.

Ariano Suassuna, 2007.

Poranduba / Notícias

Navegue pelas categorias:

“Navegar é preciso, viver não é preciso”
Sabedoria popular dos mares